[Teorias E Explicações] O quarteto de cordas em Death E Rebirth

Eva Quarteto de Corda

Death & Rebirth ,  é principalmente um resumo (em ordem “temática” ao invés de cronológica), com algumas adições que depois se tornaram a versão diretor da série. No entanto: o que você se lembra desse filme? A resposta é semelhante para todos: a evidência do quarteto de cordas. Eram cenas curtas, de improviso no filme, no qual Shinji, Asuka, Rei e Kaworu (aparecem na cena exatamente nessa ordem) se reúnem para afinar instrumentos juntos e começar a ensaiar um concerto.

Esse texto é uma tradução e adaptação do blog italiano parceiro do EvangelionBR: Dummy System.

O Tempo é o Espaço


Para falar sobre o quarteto e por que eles nos dizem algo do universo de Eva , você deve primeiro determinar suas coordenadas. Coisa que não pode ser ignorada já que aparecem com precisão no filme.

Espaço

Death 01
Nagano – Distrito de Neo-Tokyo 2 (Ex-Matsumoto)

Imediatamente algo salta aos olhos: O ensaio está sendo realizado no auditório da terceira escola de Neo Tokyo-2, isso mesmo: Tokyo-2.

Neo Tokyo-2 é a atual capital e sede do poder político do Japão. No episódio 26 do universo alternativo é dito que este está prestes a ter a mudança do escritório para Tokyo-3, mas na verdade isso só acontece nesse universo e não há nenhuma indicação de que isso nunca vai acontecer também no universo real. No entanto, agora sabemos  dar nome ao espaço abstrato em que os ensaios são realizados: “Escola de Neo Tokyo-2, Auditório.”

A aparência da escola é o única coisa que estamos acostumados, mas é interessante notar uma coisa: Nos episódios 25 e 26, em The End of Evangelion , e em alguns momentos do Rebuild of Evangelion , são mostrados lugares abandonados. A idéia é transmitir locais destruídos, em que no final apenas deixaram como estavam. Neste mundo, no entanto, os lugares são desertos sim (apenas as crianças estão presentes), mas intacto. O Auditório não tem mesas, lousas não estão escritas, as áreas externas não mostram nenhum tipo de transporte… Em suma, ninguém nunca viveu nesses espaços. É como se o local tivesse sido construído, aguardando o inicio da exibição. Neste sentido, a ideia de “antes” combina perfeitamente com a presença das crianças: os protagonistas do show estão ensaiando suas partes antes de entrar no palco pela primeira vez. E o show é o Evangelion.

O tempo

Death 02
A evidencia do Quarteto de cordas acontecer 18 meses antes da morte de Kaworu.

A coordenada de tempo é precisa, mas talvez ainda mais estranho, é mostrado: 18 meses atrás.
Para pensar: o filme começa mostrando a morte de Kaworu, então o episódio 24 – “O Princípio e o Fim”, o início e o fim. Pelo menos até The End of Evangelion esse episódio foi o último que mostrou os eventos “reais”, e foi, em certo sentido, a última etapa antes do Terceiro Impacto e o Projeto de Instrumentalidade, Tudo o que Shinji fizer a partir de agora é o resultado de ter perdido tudo e matado Kaworu. “18 meses antes”, então, é “18 meses antes da morte de Kaworu.”
A hipótese mais provável, feito com uma verificação cruzada das poucas datas da série, é que a história de Evangelion dura cerca de um ano e meio. Isso significa que, 18 meses antes da morte de Kaworu, a história ainda não estava acontecendo. No entanto, as crianças neste mundo irreal, suspenso, mas tão bem caracterizados, já são conhecidos. Como é possível?  Se quisermos olhar metaforicamente, a explicação é óbvia: ele nos diz que essas pessoas estão unidas por algo que transcende o espaço, e que, apesar dos scripts, as manipulações, jogos de adultos, são eles e só eles, o verdadeiros criadores desta história.

Os personagens


Como já foi mencionado são Shinji, Asuka, Rei e Kaworu. Eles aparecem nessa ordem no auditório e  então se reúnem para tocar juntos Kanon D-Dur de Pachelbel . A história não pode começar sem todos os quatro, todos eles são igualmente indispensável para que Evangelion exista. O seu papel na história, tal como no canto, é definida pelo seu instrumento.

Shinji Ikari

zx.death.true2.renewal.divx511.mkv_snapshot_00.07.12_[2013.09.23_11.22.27]
Shinji é o primeiro a chegar

Instrumento: Violoncello, Quarta Corda.
Peça no solo: Johan Sebastian Bach – Suiten für violoncelo solo no. 1, 1. Vorspier
O que ele faz: Shinji é o primeiro a chegar no ensaio,  22 minutos mais cedo. Sua chegada no auditório coincide com sua chegada na série (que chega mais cedo esperando por Misato). Shinji não fala, fica sozinho e não tem reações com o meio ambiente. Este é também o estado de espírito do garoto quando nós o conhecemos. No episódio 24 , ele explica à Kaworu : ” Esses dias estavam vazios , desprovidos de qualquer perturbação. Limitei-me apenas a existir. Mas é bom mesmo assim, por que não havia nada que eu pudesse fazer “. Shinji senta, limpa o arco, e faz o que precisa fazer: começar a tocar. Tudo começa com ele. Shinji é o começo e o fim.

O papel: Asuka chega e cumprimenta Shinji e reclama dizendo que ele tem a parte mais fácil, que consiste na repetição das mesmas oito notas. Na verdade, o papel de Shinji é precisamente de obstinado, uma figura musical de fato, ele é uma figura teimosa, repetida e sem alterações. Não acho que há uma outra maneira mais adequada para definir Shinji, porque os outros três personagens/ferramentas se modificam, adaptam, mas ele não, ele repete os erros habituais, vive a mesma ilusão. Shinji está literalmente preso dentro de uma sequência a partir do qual ele não pode ou não quer sair. Tsurumaki diz a mesma coisa  na Coleção Completa de Evangelion 2.0:

Shinji é o oposto do que é comumente pensado dele. É covarde e indeciso. É teimoso e ele não se importa com nada do que os outros pensam.

Shinji soa o mesmo ciclo de 8 notas com um total de 28 vezes. Curiosamente, 28 também é a última faixa que vimos no seu SDAT (toca-fita) em Evangelion 3.0. Isso não é uma coincidência, podemos dizer que se encaixa perfeitamente: após a faixa 28 pode ser apenas o final da fita ou rewind (:||). (Nota: “:||” é o símbolo do título final de Rebuild of Evangelion e que significa recomeço).

Asuka Langley Soryu

zx.death.true2.renewal.divx511.mkv_snapshot_00.18.33_[2013.09.23_12.03.10]
Shinji observa Asuka afinar o violino

Instrumento: violino, Segunda Corda.
Peça do solo: Johan Sebastian Bach – Partita III fur violino solo, 3. Gavotte in Rondo.
O que faz: Asuka é a personagem mais inusitada neste universo estranho e indefinido.
Ela chega demasiadamente cedo, 10 minutos e 30 segundos antes do início dos ensaios. Seria natural pensar que as crianças seriam apresentadas ao auditório na ordem em que eles aparecem na série, mas não é assim, porque Asuka chega em segundo em vez de terceiro. Ela é a primeira a ocupar o espaço vazio na vida de Shinji (a primeira cena que é mostrada, no filme, é a tentativa de beijo no episódio 9, mesmo antes da reunião). A interação entre eles é interessante por que Asuka chama-o de “Ikari-kun”, sabemos que isso, na série, nunca acontece (e isso não vai acontecer nem mesmo em Rebuild). Além disso, Asuka parece mais relaxada em relação à ele, como se tivessem pouca intimidade ou não estavam muito familiarizados.

O papel: a parte de Asuka é a mais variada e complexa dos quatro. Cabe a ela propor o tema (assunto) ao qual caberá a viola e o segundo violino, cabe a ela também introduzir mudanças e alterar o ritmo. Aos olhos de alguém que conhece a série, isso não parece uma coincidência. A entrada em cena de Asuka, no episódio 8, marca uma mudança abrupta no registro e no ritmo dos episódios, seu colapso emocional coincide com a  descendente da parábola que arrasta para o final da série em desespero.  Asuka também muda a vida de Shinji, literalmente, porque ela domina a sua vida diária. De repente, Shinji se mostra teimoso, discutindo com ela, respondendo, ofendido, envergonhado, excitado. Asuka é o primeiro violino em Evangelion em todos os aspectos. É um papel profundamente enraizado na própria estrutura da história, que o momento em que o enredo de Rebuild começa a mudar drasticamente é precisamente a de sua chegada como Shikinami Asuka Langley.

Rei Ayanami

zx.death.true2.renewal.divx511.mkv_snapshot_00.27.23_[2013.09.23_12.55.12]
Rei afina a viola, mas não se parece com um solo.

Instrumento: Viola, Terceira Corda.
Peça no solo: nenhum.
O que faz: Rei chega  ao auditório com 5 minutos e 43 segundos de antecedência. Não dirigiu uma palavra a ninguém, senta-se e começa a tocar, mas a câmera permanece em Shinji que a observa, com uma  mistura de  olhar de fascínio e alienação. É como se ele lembrou de algo. Além disso, por alguma razão, quando se vê Asuka parece que ela está dando uma risada. Rei é o único personagem não tem interação direta com os outros, exceto por meio da música.

O papel: A partitura de Canon foi originalmente escrita para um violoncelo e três violinos, mas aqui é a variação que substitui um violino por uma viola. Rei não tem nenhum pedaço de solo, porque a viola é considerado um “apoio”, cuja finalidade principal é para preencher o espaço entre violoncelo e violino. Viola é assim, nesse sentido, uma ferramenta adequada para o Rei. Ela é realmente uma personagem de natureza evanescente, que cresce, muda e assume uma forma concreta, através do contato com os outros. Ele tem um papel de apoio, mas  não quer dizer que seja à margem. Palavras de Hideaki Anno:

A verdade é que eu não sinto qualquer coisa relacionada à Rei, emocionalmente. Na névoa de criação de ‘Eva’, percebi de repente algo esquecido. Sua própria existência. […] Quando ela sorri [Episódio 6], para mim seu caráter foi concluído.

Rei nunca foi considerada o “maestro da Orsquestra”, como um violino. É um viola, em vez disso, combinando, enriquecendo e tornando a composição mais encorpada. Apenas por um breve momento, na música, Rei tem uma “cantada” que se destaca, é quando Kaworu e Asuka estão envolvidos em notas longas.

Kaworu Nagisa

zx.death.true2.renewal.divx511.mkv_snapshot_00.46.04_[2013.09.23_13.23.30]
Kaworu se senta ao lado de Rei.

Instrumento: Violino, Primeira Corda.
Peça no solo: Nenhuma.
O que faz:  Kaworu chega na hora certa , mas é acusado por Asuka de se atrasar. Ele entra dizendo  um ” desculpe, desculpe ” de modo divertido. Olhar essa conversa não é difícil encontrar uma semelhança com o personagem de Kaworu na série. Ele vem, de fato, no exato momento em que ele é necessário, quando tudo está pronto para o show começar e seu surgimento é apenas o último pedaço. No entanto, não é estranho que para os outros personagens isso é “tardio” , como ele vem no fim, não há mais nada a fazer e o curso dos acontecimentos não pode ser alterado. Neste sentido, também é interessante que é justamente Asuka que diz sobre o atraso, por que sabemos que os dois, na série, nunca se encontraram (então Kaworu está “atrasado” em comparação com Asuka).

O papel: Kaworu é o segundo violino. Seu trabalho é repetir o tema proposto por Asuka duas batidas após ela ( I Controsoggetto), que será repetida também por Rei duas batidas depois dele (II Controsoggetto).  Ciclicamente , Kaworu localiza-se entre Asuka e Rei. O interessante , porém, é que, enquanto Asuka consegue concluir o seu tema, Rei é capaz  de começar e Kaworu apenas termina a parte dela. Isso, de alguma forma, se passa na série e em rebuild: Kaworu conclui seu personagem, mas é uma conclusão amarga, pois é imposta pela trama antes de que ele possa alcançar seu objetivo, que é ajudar Shinji a ser feliz. A Kaworu é confiado  o violino, a mesma ferramenta de Asuka. Tem a sua potência para implementar as alterações, mas pode ser adaptado. É como afirmou Akira Ishida no panfleto proocional de 3.0 : ele pode mudar as faixas em um lugar diferente .

Kaworu conclui o Canon e o canon é um ciclo, baseado em uma recorrência.

Conclusão


É engraçado, perceber que, mesmo sendo em 1997, Rebuild não era mesmo uma possibilidade remota na mente Hideaki Anno, algumas ideias já latejavam no projeto, estavam em construções. A ideia, neste caso, era a seguinte: EVA tem um único começo, mas não só um fim.
Eva é uma história que se repete, como diz o mesmo Anno. Eva sempre foi, e ainda é, uma Canon.
Claro, se você quiser se aprofundar no assunto, você pode fazer cálculos ridículos para mostrar que esses 18 meses é um período razoável entre The End of Evangelion e You Are (Not) Alone… Se você já tentou fazer esses cálculos, esqueça isso, volte pra sua vida e curta o que você tem ainda.

***

Fonte: Dummy-system

Banner 3
  • malon

    Asuka e Shinji, os únicos que são humanos apenas humanos, são também os únicos que possuem uma peça de solo. 🙂

  • Delícia de texto. Muito o que pensar agora… Como eu amo Evangelion !

  • Delícia de texto. Muito o que pensar agora… Como eu amo Evangelion !

  • @Marlon Isso no anime né? Porque no rebuild eles são no mínimo super humanos. Sendo que a Asuka parece ter se tornado uma híbrida ^^

  • @Marlon Isso no anime né? Porque no rebuild eles são no mínimo super humanos. Sendo que a Asuka parece ter se tornado uma híbrida ^^

  • Andrei

    Não importa o quanto você estude e saiba sobre evangelion, sempre aparecem coisas novas. Obrigado pelo texto.

  • Andrei

    Não importa o quanto você estude e saiba sobre evangelion, sempre aparecem coisas novas. Obrigado pelo texto.

  • carlos

    muito bom!nunca tinha parado para pensar sobre esta cena,a tempos eu acompanho esse blog sobre evangelion apesar de ser um anime antigo esse anime foi o único que fez eu refletir bastante sobre a vida e o universo em que ele se passa realmente me surpreende este não é um simples anime onde o bem vence o mal e todos ficam felizes no fim em eva cada um dos personagens tem seus próprios conflitos internos buscando seu próprio proposito,com certeza eva é um anime que vai ficar marcada na minha vida;foi mal pelo texto longo mas eu quis dizer a importância deste anime pra mim parabéns pelo blog;e espero que este quarto e ultimo filme realmente seja algo magnífico.

  • carlos

    muito bom!nunca tinha parado para pensar sobre esta cena,a tempos eu acompanho esse blog sobre evangelion apesar de ser um anime antigo esse anime foi o único que fez eu refletir bastante sobre a vida e o universo em que ele se passa realmente me surpreende este não é um simples anime onde o bem vence o mal e todos ficam felizes no fim em eva cada um dos personagens tem seus próprios conflitos internos buscando seu próprio proposito,com certeza eva é um anime que vai ficar marcada na minha vida;foi mal pelo texto longo mas eu quis dizer a importância deste anime pra mim parabéns pelo blog;e espero que este quarto e ultimo filme realmente seja algo magnífico.

  • Franco_Kurosaki

    Death and Rebirth foi a única coisa que não assisti ainda(por ser difícil de encontrar)
    Bim artigo!

    • @Franco_Kurosaki
      Mas ele tem aqui no blog pra baixar…

  • Franco_Kurosaki

    Death and Rebirth foi a única coisa que não assisti ainda(por ser difícil de encontrar)
    Bim artigo!

    • @Franco_Kurosaki
      Mas ele tem aqui no blog pra baixar…

  • malon

    @PedroYukari super humanos? Como assim cara, a Rei quando parecia que ia se tornar humana foi empalada dentro do EVA e o Kaworu continua sendo apenas um personagem que vive só pra uma coisa, na realidade pessoa: Shinji-kun.

  • malon

    @PedroYukari super humanos? Como assim cara, a Rei quando parecia que ia se tornar humana foi empalada dentro do EVA e o Kaworu continua sendo apenas um personagem que vive só pra uma coisa, na realidade pessoa: Shinji-kun.

  • João Ferreira

    Nunca vi esse Death and Rebirth porque sempre falavam que era um resumão da série para situar o pessoal que fosse assistir o End of Evangelion. Mas pelo visto, tem mais coisas do que eu sabia…

    • @joao
      Mas nao deixa de ser um resumao, essa cena ai do quarteto eh a unica diferente e ate esse artigo sair, como ele mesmo diz, aparentemente nao nha significado algum. Em termos de historia da serie nao altera nada.

  • João Ferreira

    Nunca vi esse Death and Rebirth porque sempre falavam que era um resumão da série para situar o pessoal que fosse assistir o End of Evangelion. Mas pelo visto, tem mais coisas do que eu sabia…

    • @joao
      Mas nao deixa de ser um resumao, essa cena ai do quarteto eh a unica diferente e ate esse artigo sair, como ele mesmo diz, aparentemente nao nha significado algum. Em termos de historia da serie nao altera nada.

  • Patrick

    Não é querendo ser chato, mas o nome da música é:

    Canon In D Major – Johann Pachelbel (alemão -1653-1706)
    Não sei o por que desse nome: Kanon D-Dur de Pachelbel no artigo?

    Enfim é uma obra excelente.

    Voltando ao artigo… rsrs
    Então EVA tem vários finais é… O Anno vai ter que se esforçar muito pra explicar tudo no 4.0 / 4.44 rsrsrs.

    • @Patrick
      Em todas as Osts de evangelion, essa musica esta escrito dessa forma

  • Patrick

    Não é querendo ser chato, mas o nome da música é:

    Canon In D Major – Johann Pachelbel (alemão -1653-1706)
    Não sei o por que desse nome: Kanon D-Dur de Pachelbel no artigo?

    Enfim é uma obra excelente.

    Voltando ao artigo… rsrs
    Então EVA tem vários finais é… O Anno vai ter que se esforçar muito pra explicar tudo no 4.0 / 4.44 rsrsrs.

    • @Patrick
      Em todas as Osts de evangelion, essa musica esta escrito dessa forma

  • Patrick

    Achei!!
    É em polonês (Polski):.
    Aqui (no final)
    http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pachelbel%27s_Canon.ogg

    Mais o por que de colocarem em polonês eu não sei 🙂

    Aqui tem mais alguns dados sobre Pachelbel e a montagem dessa obra (notas músicais):
    http://en.wikipedia.org/wiki/Pachelbel%27s_Canon

  • Patrick

    Achei!!
    É em polonês (Polski):.
    Aqui (no final)
    http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Pachelbel%27s_Canon.ogg

    Mais o por que de colocarem em polonês eu não sei 🙂

    Aqui tem mais alguns dados sobre Pachelbel e a montagem dessa obra (notas músicais):
    http://en.wikipedia.org/wiki/Pachelbel%27s_Canon

  • – O nome original da música é: “Pachelbels Kanon in D-Dur für Streitchquartett” que em alemão para: “Pachelbel’s Canon in D Major for string quartet”
    – Ou como também é mais conhecida: “Kanon und Gigue für 3 Violinen mit Generalbaß” ou “Canon and Gigue for 3 violins and basso continuo”
    – Ou ainda: Canon in D

  • – O nome original da música é: “Pachelbels Kanon in D-Dur für Streitchquartett” que em alemão para: “Pachelbel’s Canon in D Major for string quartet”
    – Ou como também é mais conhecida: “Kanon und Gigue für 3 Violinen mit Generalbaß” ou “Canon and Gigue for 3 violins and basso continuo”
    – Ou ainda: Canon in D

  • Patrick

    Obrigado Andrei.
    Eu desconfiava que tinha algo em alemão (tem algumas letras que eles não usam… Não perguntem quais, pois não lembro :)).
    Mas achei esse mesmo nome em polonês.

    Resumindo, quando se escreve Canon é vindo do inglês,.

    Obrigado

  • Patrick

    Obrigado Andrei.
    Eu desconfiava que tinha algo em alemão (tem algumas letras que eles não usam… Não perguntem quais, pois não lembro :)).
    Mas achei esse mesmo nome em polonês.

    Resumindo, quando se escreve Canon é vindo do inglês,.

    Obrigado

  • @marlon Essa teoria muito interessante foi postada também aqui no EVABR. Dá uma lida que vale muito a pena. Pra mim foi a coisa mais excitante deste novo filme!
    http://evangelionbr.wordpress.com/2013/06/10/anlise-asuka-maldio-do-eva-e-tipo-ayanami/

  • @marlon Essa teoria muito interessante foi postada também aqui no EVABR. Dá uma lida que vale muito a pena. Pra mim foi a coisa mais excitante deste novo filme!
    http://evangelionbr.wordpress.com/2013/06/10/anlise-asuka-maldio-do-eva-e-tipo-ayanami/

  • Niko

    Vlw

  • Niko

    Vlw

  • minha cara:
    :[______wtf_______]3

  • minha cara:
    :[______wtf_______]3