[Teorias E Explicações] A Sequência da Caixa de Areia

A sequencia da Caixa de AreiaA sequência da Caixa de Areia é uma parte de 2 minutos 43 segundos que aparece em The End Of Evangelion (especificamente, o episódio 26′) que retrata um jovem Shinji em um playground com uma caixa de areia. Esta sequência segue a cena onde Rei pergunta a Shinji o que ele deseja… enquanto ele está no Entry Plug do Evangelion Unidade-01. As imagens vívidas desta sequência é frequentemente considerada sendo repleta de simbolismo e metáforas. Esta é uma possível interpretação das imagens e eventos.

Post traduzido e adaptado dos mestres do Wiki.Evageeks

Resumo


Antecedendo a essa sequência, Shinji está no Entry Plug e é perguntado o que ele deseja. Sem dar uma resposta (aqui vemos um esboço sobreposto dos seios de uma mulher) ele começa a flutuar e se transforma em LCL. Em seguida, uma gota d’água, que é uma indicação visual de mudança do mundo real ao “mundo imaginário”, ou vice-versa. Neste caso, nós estamos mudando do mundo real (o entry plug) para o “imaginário” (a sequência do Sandbox e cenas seguintes).

Em primeiro lugar, vemos que tudo é granulado, como se estivéssemos assistindo um filme antigo. Para dar ainda mais essa sensação, vemos luzes de palco e o que parece um set de filmagem. (O conjunto também é usado no episódio 25 e 26, bem como a sala de treinamento em Death&Rebirth.)


As luzes de palco

Vemos um balanço, balançando para frente e para trás e o início de uma música, é a música infantil ” Te ó hiraite “. No fundo, vemos colinas que parecem muito similares aos seios de uma mulher. Existem 2 estruturas em ambos os lados das colinas, o esquerdo é um alto-falante e um direito é um poste de luz.

EoE_Sandbox_hills_sun
A colina, o Sol e o Balanço

Então vemos uma cena ampliada, podemos ver o balanço, as colinas, as árvores vizinhas e caixa de areia em si. Na caixa de areia vemos Shinji e duas outras crianças. Aqui, ouvimos Shinji narrando, como se ele estivesse observando esta cena: “Entendo… Foi quando eu comecei com o violoncelo. Pensei que se eu viesse aqui, eu poderia encontrar algo…”

EoE_Sandbox_playgroundO Playground

A câmera então corta para uma cena de Shinji na caixa de areia com um montinho de areia (que parece ser uma pirâmide destruída) na frente. Atrás dele, podemos ver duas luzes de palco, aparecendo quase como olhos a observá-lo. Durante a mesma cena, ouvimos alguma música de fundo (“Mãos Fechadas, Mãos abertas”, uma canção que as crianças japonesas aprendem no jardim de infância) e você pode ouvir as duas outras crianças dizendo: “Vamos, Shinji!, vamos construir um castelo!” Isso instantaneamente ilumina o humor dele.

EoE_Sandbox_shinji_sandbox  EoE_Sandbox_shinji_sandbox2
       Shinji na Caixa de Areia                                      Shinji na Caixa de Areia, feliz.

Shinji começa batendo no chão com as mãos e a cena muda para o balanço, colinas e pôr do sol (note que está balançando mais rápido). Em seguida, vemos as crianças que brincam com ele. Uma tem cabelo preto curto (possivelmente azul-escuro) e a outra tem o cabelo vermelho. Ao contrário de Shinji, essas duas parecem quase bonecas. Elas tem características exageradas tais como grandes olhos, nariz e lábios.

EoE_Sandbox_child1   EoE_Sandbox_child2
Primeira Criança brincando com Shinji                       Segunda Criança brincando com Shinji

Na cena seguinte, vemos uma mulher – identificada como Misato no script – usando avental, sentada em uma cadeira dobrável e ouvimos as  duas crianças dizerem: “lá vem a mamãe!, temos que ir para casa agora!, adeus!”. Existem outras cadeiras espalhadas, quase aleatoriamente no set. As crianças deixam Shinji sozinho de novo e ele senta-se imóvel, com um monte de areia nas mãos.

EoE_Sandbox_mother   EoE_Sandbox_dirt
                A mãe                                                               Shinji está sozinho de novo

As crianças podem ser vistas saindo com sua mãe, Shinji permanece imóvel. Você pode ouvir as crianças dizendo “Mamãe” e rindo enquanto deixam o lugar definido em segundo plano, em contraste com o primeiro plano, um solitário Shinji.

EoE_Sandbox_children_mother
As crianças saindo com a mãe

A cena corta para baixo, olhando para cima. Você pode ver um pequeno Shinji olhando para o outro lado, onde as crianças e a mãe se foram, não é possível atravessar o abismo que os separa. Shinji permanece lá por um momento, em seguida deixa, retornando para a caixa de areia.

EoE_Sandbox_scaffolding
Shinji olhando

Quando Shinji volta, ele esta curvado e em lágrimas, triste e solitário. As sobrancelhas dele eventualmente param de tremer e começa a terminar a pirâmide de areia.

EoE_Sandbox_sad_shinji
Shinji triste

A câmera corta de volta dando zoom lentamente, nós vemos Shinji sozinho, reconstruindo a pirâmide de areia, com o sol, as colinas e o balanço em segundo plano, agora balançando muito devagar e metodicamente. Enquanto Shinji continua, o poste acende, indicando que o sol está prestes a se esconder.

EoE_Sandbox_hills_sun_shinji  EoE_Sandbox_streetlamp
Shinji reconstruindo o castelo de areia                                 A luz do poste se liga

Finalmente, Shinji termina, levanta e olha para a pirâmide. Ele continua a olhar e as sobrancelhas tremem um pouco de desânimo e o fundo fica mais escuro enquanto o sol se põe.

EoE_Sandbox_finished_pyramid  EoE_Sandbox_finished_pyramid2
A piramide terminada                                                    O sol se põem atrás dele

O fundo mais escuro, indicando que seu humor mudou de triste para zangado é seguido por Shinji levantando sua perna e começando a chutar a pirâmide. A câmera então muda para o balanço, com as montanhas no fundo e um sol prestes a se pôr no horizonte. O balanço diminui e pára. No fundo, os sons de Shinji ainda chutando a pirâmide podem ser ouvidos. A câmera então corta para a pirâmide destruída por Shinji e corvos em segundo plano.

EoE_Sandbox_swing_stops   EoE_Sandbox_pyramid_destroyed
O balanço para                                                  A pirâmide destruída de novo

Outra cena de Shinji olhando para sua obra, com as colinas e as luzes de palco no fundo atrás dele. Ele parece estar contemplando o que fez. Após alguns segundos, ele volta para a reconstrução da pirâmide que destruiu, ocasionalmente, enxugando as lágrimas com a manga e soluçando.

EoE_Sandbox_shinji_sandbox3 EoE_Sandbox_shinji_sandbox4
          Shinji contemplando                                                Shinji reconstruindo a pirâmide.

A sequência termina com um zoom mostrando o parque inteiro, Shinji está só e o sol se pôs. Antes da sequência terminar, você pode ouvir a Asuka gritar: Nossa! Eu fico incomodada quando olho para você! Um comentário direto em direção a esse patético Shinji na sequência da Caixa de Areia, bem como na sequência seguinte.

EoE_Sandbox_playground2
A cena final do playground

Análise


“Foi quando eu comecei com o violoncelo”


O único pedaço de narração que temos em toda a sequência é Shinji dizendo… “Foi quando eu comecei com o violoncelo. Pensei que se eu viesse aqui, eu poderia encontrar algo…” Isso nos traz de volta o que ele disse sobre tocar violoncelo no episódio 15.

Asuka: Nada mal! Não sabia que você tocava.
Shinji: Tenho estudado desde que tinha cinco anos, isso é tudo que posso fazer,  não tenho qualquer talento.
Asuka: Perseverança é poder. Estou um pouco impressionada.
Shinji: Comecei a estudar porque minha professora me pediu, então eu poderia desistir a qualquer momento.
Asuka: Então por você continua?
Shinji: Porque ninguém me disse para parar.

Isso indica sua atitude para com o violoncelo, alguém lhe dissera para fazer isso, fez isso porque mandaram e ele nunca parou porque ninguém lhe disse para parar. Há uma outra fala do episódio 26 onde Shinji menciona o violoncelo no contexto de Shinji apegar-se ao Eva, pois ele não possui qualquer finalidade senão:

Kaji: O Eva se tornará tudo o que você é.
Misato: O real é que você vai deixar de existir.
Shinji: Não me importo! Nunca tive nada para começar mesmo! Até mesmo as aulas de violoncelo que costumava ir, não deram em nada.
Asuka: Isso é porque você nunca tomou a iniciativa de fazer algo a respeito!
Shinji: Mas eu posso pilotar o Eva agora!
Asuka: E, eventualmente, você não poderá fazer nada sem o Eva. Como eu.
Eye Catch: “Por que você pilota o Eva?”
Shinji: Porque isso é tudo que tenho.

Esta é uma pista importante para interpretar as imagens na sequência da Caixa de Areia. É comparado a experiência de Shinji com o Eva e com o seu violoncelo. Aqui, temos um caso semelhante. Assim como com o violoncelo, Shinji vai para Tokyo-3 e para Nerv porque mandaram.

“Pensei que, se eu viesse aqui, eu poderia encontrar algo…”


Após a interpretação da comparação com o violoncelo, podemos interpretar os eventos literais nesta sequência como relativas aos eventos que Shinji tem experimentado desde sua chegada na Nerv. Em outras palavras, aqui é Tokyo-3 e a Nerv.

Quando Shinji aparece na Nerv (a pirâmide), o 3º anjo, Sachiel, danifica a Nerv. Ele está um pouco bravo com seu pai  por chamá-lo só porque  tinha um uso para ele, mas logo ele começa a se abrir um pouco. Ele encontra pela primeira vez Rei e, em seguida, mais tarde, encontra Asuka, ambas as quais ele considera seus amigos e colegas de trabalho (simbolicamente, eles estão ajudando-o (re)construir a pirâmide). Misato, que o ajuda a se abrir um pouco, mas que sempre parece um pouco emocionalmente distante dele, também está lá. Enquanto ele continua sua estada em Tokyo-3, esta ilusão começa a desmoronar, ele se sente como se seu amigos e guardiã começassem a afastar-se e ele se sente incapaz de segui-los. Shinji se sente sozinho novamente, mas desta vez está muito mais chateado do que antes de aparecer em Tokyo-3. Shinji, então, decide deixar a Nerv, mas as coisas não melhoram e ele se perde. Neste ponto, Shinji é completamente inútil e sozinho, pensando que não tem nada.

As colinas e o balanço


A imagem das colinas, do sol e do balanço que se move para frente e para trás. As colinas podem ser imagens dos seios de uma mulher, possivelmente representando a mãe, mas o sol nessa posição, quase se parece com um núcleo, possivelmente representando a mãe de Shinji, especificamente o Eva-01. O cenário também pode sugerir a imagem de uma mulher com suas pernas abertas. Entre as pernas há um pequeno parque: um balanço, com uma caixa de areia diretamente abaixo dela. Todo o parque é uma representação da vagina e mais importante do útero.[Mais uma das amadas EoE_Sandbox_playgroundimagens freudianas que aparece na série].

O que isso significa? O útero pode ser uma metáfora para a casa. Se pensar mais profundamente pode ser mundo de Shinji e sua vida dentro desse mundo. O balanço propriamente dito está em primeiro plano e oscila para frente e para trás. O balanço pode ser ouvido se mechendo em segundo plano e em diferentes velocidades. O balanço está em movimento, como um pêndulo, um símbolo do tempo. Uma possível explicação para isso é que ele reflete o humor do Shinji durante a sequência da Caixa de Areia. Balança mais rápido quando Shinji está feliz, mais lento quando ele está aflito ou triste, até que finalmente pára completamente. Chegando ao ponto de que o balanço pára, seus amigos o deixam e ele não pode ir com eles, perturbado, ele continua a construir a pirâmide. Com isso concluído, ele fica a olhar, em seguida, destrói. Depois de destruir a pirâmide, o balanço pára completamente e não volta a balançar novamente. Outra teoria é que quando ele destrói a pirâmide o balanço pára porque mostra o mundo como nós sabemos que foi destruído por Shinji na instrumentalidade.

As luzes de palco e o conjunto


As luzes do palco em toda a sequência é comumente interpretada como sendo olhos. A primeira cena da sequência nos diz que estas são as luzes de palco e não simplesmente luminárias que fazem parte do parque infantil (note que há um poste de luz nesta sequência). Considerando que a lâmpada de rua seria parte do conjunto do “filme”, as luzes de palco

quase “observam” o conjunto em si. Acontece, que quase sempre que vemos as luzes do palco, elas parecem semelhantes a um par de olhos, assistindo Shinji. A luz de palco é uma estética para mostrar que Shinji está agora em posição de atenção, que é muito parecido como  seria em um palco com uma plateia assistindo; todos podem vê-lo, e ele já não pode esconder nada. Claramente os efeitos da instrumentalidade estão no trabalho. Durante essas instâncias, estão sempre atrás dele e em alguns casos parece como se eles pertencessem às colinas. Conectando os olhos com a mãe é possível que isto represente a mãe de Shinji, cuidando dele. Para reforçar a noção que as luzes de palco não são parte do conjunto, ângulos diferentes do playground mostram elas na cena, mas em outros não. Por exemplo, você pode ver claramente que elas estão atrás de Shinji, mas quando diminui o zoom, vendo o parque de cima note que elas não estão mais lá.

O conjunto em si serve a outro propósito. Ele mostra que este não é um flashback (pelo menos não literalmente, embora seja possível que se trata de um flashback deformado de uma memória de infância). Esta é uma interpretação de algo de dentro de Shinji e ele está a observá-lo. Sua primeira linha narrativa nesta sequência também confirma isso. Em outro exemplo, o conjunto é realmente usado para mostrar o “abismo intransponível” que separa da mãe das crianças e, mais tarde, das outras crianças, do próprio Shinji.

As outras crianças e a mãe


Estas são as outras duas crianças que estão com Shinji na caixa de areia. Elas são como boneca, que faz delas EoE_Sandbox_scaffoldingparecerem ser representações de algo dentro deste conjunto. Mais comumente dizem que representam, respectivamente, Rei e Asuka. Estas são as pessoas que trabalham com Shinji na proteção da Nerv e Tokyo-3, e que ele também as vê como seus amigos. Além disso, os pilotos moldam o mundo através da Nerv como eles estão a moldar a pirâmide. Quando a mãe aparece, que o roteiro diz claramente como sendo Misato, de repente aparecem  do outro lado do conjunto do palco/filme. A mãe também deve representar algo, desde que Misato não é uma mãe, mas representa a figura na qual Shinji não tem e não pode alcançar. Shinji está preso do seu lado.

Existem também outras interpretações onde a primeira criança que vemos é uma representação do próprio Shinji como criança. Enquanto isso também faz sentido, algumas conclusões podem ser extraídas, como Misato é aquela que oferece um lar para ele e Asuka. Porém consideramos primariamente que a primeira criança seja realmente Rei.

A pirâmide de areia


A pirâmide de areia claramente nos remete à pirâmide da Nerv. Embora esta conexão seja bastante óbvia, o Castelo de Areia também serve para mostrar a personalidade de Shinji. Ele continua construindo a pirâmide porque ninguém disse para ele parar. E pode ser que quando ele terminou, percebeu que mesmo quando ele realiza algo não há ninguém por perto que se importa para reconhecê-lo, então ele destrói de frustração. Outra teoria é quando ele destrói a pirâmide ele condena tudo deixando o mundo para morrer, como o sol desaparece lentamente abaixo do horizonte. Neste ponto, Shinji destruiu o mundo e parou o tempo. Isto é claramente uma metáfora para o uso de Shinji da instrumentalidade; Ele pode acabar com tudo. Quando Shinji começa construir novamente, demonstra sua oportunidade com a instrumentalidade. Ele só não pode destruir o mundo, mas pode criar um novo que se encaixa a seu gosto. Isto vai muito junto com a exposição fornecida em EoTV (final da série TV).

Projeto da Cena do playground


Os rascunhos de The End of Evagelion tinham uma versão mais longa da sequência. As principais diferenças:

      • Há apenas uma garota e sugere que ela seja Asuka (sem nenhuma Rei Boneca):
        “Um jovem Shinji e uma garota fazendo um castelo de areia (em forma de uma pirâmide?). (Fazê-la uma jovem Asuka?)”
      • Um breve vislumbre de um jovem casal, que, por sugestão, foi cortado do final EoE
        “Sorrindo, sem um único olhar para o jovem Shinji, a garota volta para a mãe dela. Por um momento, um jovem casal pode ser visto de mãos dadas. (Isto é necessário?)”
      • No final, não há um “Nossa! Eu fico incomodada quando olho para você! “, mas em vez disso, um par de paralelo de flashbacks de Shinji e de Asuka na infância no ensino fundamental:
  1. “Shinji como um estudante do ensino fundamental, sozinho, chorando em sua mesa.
    No fundo, música e anúncios indicando o fim do dia.
    Voz de um colega masculino: Tch, ele é obcecado por si mesmo, só porque ele mora na casa do professor!
    Voz da professora: Que criança deprimente.
    Voz de uma colega: um incômodo!
    Voz de uma colega: ele não pode fazer nada por si mesmo. “
  2. “Asuka como um estudante do ensino fundamental, sentado sozinha na mesa dela.
    No fundo, as vozes de crianças gritando enquanto brincam. (Em alemão)?
    Voz de um colega masculino: Os testes são tão importantes, então ela não pode dizer nada [para nós].
    Voz de Asuka como um estudante do ensino fundamental: Eu não falo com ninguém tão estúpido!
    Voz de um colega masculino: Pfft, tão arrogante, quem você acha que é!?
    Voz de Asuka como um estudante do ensino fundamental: o que? Eu não sou igual a você!
    Voz do Asuka: não pense que eu sou igual mesmo! “

(Os pronomes são ambíguos, e não está claro o que as diferentes vozes significam. A linha final pode ser dirigida para Shinji; no script final, no lugar dessa cena final da seqüência da caixa de areia, ao invés de “Asuka:” Nossa! Eu fico incomodada de olhar para você!” é ‘Shinji:’ Porque eu sou como você … ‘)?)

Notas


  • O script indica que Shinji tem de 3 a 5 anos de idade nesta sequência.
  • Com base nas pontas do cabelo no desenho dos seios da mulher antes de Shinji se transformar em LCL e o fato de que o Shinji vê seios da Asuka várias vezes em EoE, pode-se inferir que quando Rei pergunta o que Shinji deseja… possivelmente ele “deseja” Asuka.

***

Fonte/Source/English Text: Wiki.Evageeks

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar