[Teorias & Explicações] O Campo A.T.

Um Campo A.T. (do original “Absolute Terror Field”abreviação de “Campo de Terror Absoluto” ) é uma barreira de campo de força quase impenetrável que Anjos e Evangelions podem gerar. As armas convencionais são efetivamente inúteis na penetração,  a única coisa eficiente é outro Campo A.T., como os criados pelos Evangelions. Além disso, ele pode ser violado usando uma arma de energia direcionada, como o Canhão Pósitron do Episódio 6.

Essa é uma tradução para o português, o post original foi feito pelos mitos do Wiki. EvaGeeks

Na Série


Propriedades de um Campo A.T.


Tipicamente, os Campos A.T. são invisíveis. Eles podem interagir com objetos fazendo com que se movam, existe a hipótese de que eles são a fonte de alguma habilidade do Anjo que gera levitação. O Campo pode criar distorção de ar quando ativado como visto no Episódio 03, quando a Unidade 01 aumenta seu Campo A.T. o mesmo efeito é visível durante a luta entre a Unidade 01 e a Unidade 02 controlada por Kaworu. O campo torna-se visível quando colide violentamente com qualquer outra coisa, formando linhas octogonais concêntricas amarelas. Isto pode ser visto no Episódio 02 quando a Unidade 01 colide com o Campo de  Sachiel.  É também visto no Episódio 22 quando Arael deflexiona uma explosão de um rifle do pósitron.

Embora vistos primeiramente como uma habilidade puramente defensiva, é demonstrado durante toda a série que eles podem ser usados ​​de forma ofensiva. O primeiro exemplo disso foi o ataque de Sahaquiel no episódio 12 usando  para esmagar vários satélites próximos que tentavam observá-lo na órbita da Terra. A dimensão multidimensional bizarra de Leliel é aparentemente criada, de alguma forma, pela inversão de seu Campo A.T. O ataque de sondagem de mentes de Arael é baseado em uma projeção especial de seu Campo. Eva-01 em si empunhou o seu  como uma arma no episódio 19 no clímax da batalha contra Zeruel, projetando-o para cortar o corpo do Anjo e aleijá-lo. A batalha final de Eva 02 em The End of Evangelion, as habilidades de pilotagem de Asuka aumentaram ao ponto que ela ofensivamente empunha o Campo A.T. do Eva-02 contra os avanço da JSSDF.

Mais tarde na série, Kaworu Nagisa revela que cada coisa viva possui um Campo A.T.: Anjos e Evangelions apenas têm Campos tão fortes que se manifestam fisicamente. O dos humanos regulares mantêm os egos separados um dos outros, separando-os como indivíduos. Cada Evangelion tem uma alma humana dentro dele, os Campos são gerados pela alma humana contida no Eva. O dos Anjos também é gerado especificamente pela alma do Anjo.

Campos A.T. e Campos Anti-A.T.


No clímax de The End of Evangelion, o hiper-ser Rei/Adão/Lilith gera, juntamente com os Evangelions de Produção em Massa e o Eva-01, um massivo “Campo Anti-A.T.” que neutraliza todos os Campos em todo o mundo, fazendo com que toda a humanidade reverta na sopa primordial de LCL, fundindo-se em um único super-organismo no clímax do Projeto de Instrumentalidade Humana.

Destruindo um Campo A.T.


A maneira mais fácil de destruir um Campo A.T. é essencialmente contra atacá-lo com outro Campo, como demonstrado pelos Evas em várias ocasiões. Um exemplo disto é visto no Episódio 1, quando Eva-01 descontrolado coroe o Campo de Sachiel em batalha.

Além dos Evangelions, apenas duas armas feitas pelo homem são capazes de algum efeito contra os Anjos. A primeira é a Mina N², a mais poderosa arma não-nuclear criada. Minas N2 conseguiram atordoar ou mesmo ferir seriamente alguns dos Anjos mais fracos (embora temporariamente porque os Anjos feridos sempre regeneraram), mas contra alguns dos anjos mais poderosos, mesmo várias minas N² não conseguiram fazer nenhum dano algum.

Houve um outro exemplo onde um Campo A.T. foi violado sem o uso dos Evas, a luta de encontro com Ramiel, onde um protótipo do Rifle Pósitron que usa a eletricidade de todo o Japão penetrou Ramiel  e matou o Anjo. No entanto, tal arma está sujeita a limitações de poder e alcance, como testemunhado na batalha contra Arael onde o rifle (de um modelo diferente daquele usado contra Ramiel) falhou em atingir o Anjo em órbita.

A única arma praticamente capaz de perfurar qualquer  Campo A.T. é a lança de Longinus: um artefato extraterrestre de poder incrível, em forma de um dardo do tamanho de um Eva. As réplicas artificiais da lança de Longinus também são capazes de perfurar um Campo A.T.

Rumor Psicológico


Desde as primeiras análise de Evangelion, existia um rumor de que Campo A.T. (A.T. Field) é um termo da psicologia genuína que descreve a barreira que separa os pacientes com autismo do mundo que os rodeia. Entretanto, a busca extensiva de pesquisas e de fórums em linha da psicologia não foram encontrados nenhum uso do termo à exceção em referência a NGE. Portanto, esse boato pode ser descartado, sendo, portanto, falso.

Nos Rebuilds


Nos Rebuilds, os Campos A.T. apresentam todas as mesmas propriedades até agora e são usados uma vez outra como armas pelos Evas.

Notas e Referências


  • O termo “Absolute Terror Field” nunca é realmente mencionado dentro da própria série. Só aparece nos créditos iniciais e durante a luta contra Sachiel em Evangelion: Death.
  • Quando um Campo A.T. é visível geralmente ele é octágono concêntrico. No entanto, há 2 situações em que este não é o caso. Primeiro, no Episódio 06, quando a equipe da Nerv revê uma explosão de energia que desvia do Campo de Ramiel, é visto como hexágonos no visor; esse é um erro de continuidade visual. A segunda instância está no Episódio 13, quando os lasers foram desviados pelo Campo  de Ireul  que eram hexágonos roxos e não eram concêntricos; esta é provavelmente uma referência ao filme The Andromeda Strain.

Fonte/Souce (text in english): Wiki.EvaGeeks