Khara lança diretrizes para conteúdo de fãs sobre Evangelion. [Atualizado]

A Khara Studios, no dia 28 de Dezembro, soltou um comunicado em seu site oficial onde divulga diretrizes para publicação de conteúdo feitos por fãs sobre Evangelion. Segundo o estúdio são regras para os fãs criarem suas fanarts com tranquilidade.

Normalmente esse tipo de “regras” são feitas por estúdios quando sua obra se torna bem popular (pelo visto Eva teve um atraso de quase 20 anos) e é utilizada como base para criação de desenhos, doujins, fanart, videos e etc.

***

As atividades dos fãs geralmente devem ser realizadas sem compensação monetária ou para fins comerciais. Isso inclui usá-lo para promover outro trabalho ou serviço. Empresas que desejam usar a propriedade Evangelion para fins comerciais deve entrar em contato com o estúdio para obter permissão de uso da IP.

Primeiramente o fã deve-se certificar que ele e sua comunidade respeitem o material original. Fanarts (vídeo, imagens, romances, etc.) que seguem as diretrizes podem ser publicados em serviços de mídia social, serviços de envio de ilustração, serviço de envio de romance e serviço de envio de vídeo, desde que esses serviços lidem principalmente com conteúdo para todas as idades e possuam regras contra conteúdo/comportamento inadequado.

Art of Eva 113 (by Artgerm)

Os criadores devem evitar criar obras que: prejudiquem o material original ou outra pessoa; que são criados para promover uma agenda religiosa ou política específica; expressar pontos de vista odiosos; que são excessivamente violentos, grotescos, pornográficos ou ofensivos; que infringe os direitos de propriedade de outro criador; ou obras que podem ser confundidas com um produto oficial.

Os fãs podem enviar trabalhos para os seguintes serviços premium, desde que sigam as diretrizes desses sites e concordem que suas contas não serão usadas principalmente para conteúdo de Evangelion ou para fins de monetização excessiva: YouTube Live, Twitch, pixivSketch Live, Nico Nico Doga, Patreon, PixivFanbox, Ko-Fi. Em outras palavras: Em serviços pagos Evangelion não deve ser o foco.

As imagens oficiais podem ser usadas para fins de citação ou referência, mas esse deve ser o único propósito de uso, e deve-se evitar o uso geral de vídeo, música e áudio.

Art of Eva 110 (por Dave Rapoza)

A Khara também informa que independentemente do conteúdo da diretriz, os proprietários dos direitos autorais se reservam o direito de interromper as atividades de um fã para proteger sua personalidade (honra, reputação, atribuição de seu nome, identidade de seu trabalho, etc.).

O estúdio finaliza que as diretrizes estão sujeitas a alterações a qualquer momento, dependendo da recepção pública e das mudanças na sociedade.

A Khara Studios ainda avalia regras sobre vender fanart ou criar produtos a partir de fanart, e pede que o público aguarde mais informações.

Para mais detalhes deve-se conferir o documento original, em Japonês, neste link.

Esclareço que este é apenas um resumo traduzido para entendimento e que deve ser usar apenas como guia. O documento original tem precedência em caso de litígio.

***

Aqui no EVABR temos uma seção totalmente dedicada à fanarts de Evangelion chamada de Art of Eva. Pelo visto, todas as mais de 113 que passaram por aqui estão de acordo com as diretrizes.

[ATUALIZAÇÂO]

Após a repercussão do lançamentos das diretrizes para fãs, a Khara Studios, por meio do seu twitter oficial, resolveu esclarecer algumas coisas:

1/5) Eu sinto que apenas uma parte das diretrizes para as criações de fãs de evangelion lançadas outro dia foram cortadas e as intenções estão distorcidas, então eu gostaria de acrescentar um pouco. Em primeiro lugar, essa diretriz não inclui as atividades dos fãs e não “regulamenta ou proíbe”.

Continua>

2/5) Acreditamos que as atividades dos fãs são geradas a partir da boa vontade e apoio do trabalho, e temos sido apoiados pelos fãs há muito tempo. Voltando no tempo, nunca regulamentamos ou proibimos as atividades de fãs existentes. E essa atitude e pensamento não mudarão no futuro.

Continua>

3/5) Achamos que era necessário ter uma política básica para que todos que estivessem fazendo atividades de fãs pudessem curtir com tranquilidade, e isso foi aberto ao público. A razão pela qual deixo a ambiguidade na interpretação é que não quero interferir com as atividades livres dos fãs tanto quanto possível.

Continua>

4/5) É um pouco difícil, mas gostaria que cada um lesse o texto e pensasse bem antes de continuar as atividades sob sua responsabilidade.

Continua>

5/5) Recebemos várias consultas, mas em princípio não responderemos individualmente à interpretação e operação destas diretrizes. Ser uma repressão mútua em uma comunidade de fã para fã é algo que menos queremos.

Fim

***

Posts Relacionados