Músicas Clássicas em Evangelion – Parte 2

Robôs gigantes, luta contra seres “enviados por Deus”, personagens com dramas psicológicos, referências culturais e religiosas unindo tudo isso a uma boa música.

Vamos para a 2ª parte desse especial sobre algumas das músicas classicas que aparecem em Evangelion. Se você perdeu a primeira parte é só clicar aqui! Deixei algumas das que mais gosto pro final.

Variations On a Theme by Mozart

Ferran Sor i Muntades, conhecido como Fernando Sor, foi um compositor e violonista espanhol.

Foi o primeiro grande compositor a se dedicar, de forma especial, ao violão (guitarra clássica), tal qual conhecemos hoje. Começou seus estudos, de forma séria, ao doze anos de idade, no Mosteiro de Montserrat, e logo se destacou entre seus colegas. Permaneceu no mosteiro até completar quinze anos.

De volta a Barcelona, Fernando decidiu estudar sozinho o seu instrumento (violão) baseando-se em suas próprias conceituações técnicas.

Em 1797, com 19 anos, apresentou sua ópera “Telêmaco na ilha de Calipso” no teatro municipal de Barcelona, tendo boa aprovação. Em 1812, viaja para Paris, lá permanecendo por cinco anos. Depois seguiu para Londres, onde foi tão grande o seu sucesso que muitos opinam ter sua atuação nessa capital preparado o terreno para a notável popularidade de que gozou o violão na Inglaterra, por volta de 1830.

Fernando Sor morreu no dia 13 de julho de 1839, aos 61 anos de idade e, sem contar as transcrições, deixou mais de 250 obras. O seu trabalho mais conhecido, as “Variações sobre um tema de Mozart”, talvez seja a obra mais executada do compositor; até hoje é obra obrigatória para os estudos de quem quer se tornar violonista.

O tema é retirado de uma melodia na flauta mágica de Mozart.

Em Eva música é tocada ao fundo durante o jantar de Rei e Gendo em Evangelion 2.22, quando Rei o convida para comer junto com Shinji e os outros em uma próxima vez. Você escuta ela bem com o áudio original em Japonês, na versão dublada ficou quase inperceptível.


Partita for Solo Violin No. 3 in E Major, BWV 1006: III. Gavotte en Rondeau

A Partita No. 3 em Mi maior BWV 1006 de Johann Sebastian Bach para violino solo é o último trabalho do conjunto de Seis Sonatas e Partitas . Consiste nos seguintes movimentos:

  1. Preludio
  2. Loure
  3. Gavotte en Rondeau
  4. Menuets (I e II)
  5. Bourrée
  6. Gigue

A “Gavotte en Rondeau”, a parte que é tocada em EVA, está nos famosos Discos de Ouro da Voyager (em inglês, Voyager Golden Record) e é frequentemente ouvida em programas de TV ou rádio.

Para quem não conhece, os Discos de Ouro da Voyager são dois registros fonográficos que foram incluídos a bordo das duas naves espaciais Voyager lançadas em 1977.  Os registros contêm sons e imagens selecionados para retratar a diversidade da vida e da cultura na Terra, e são destinados a qualquer forma de vida extraterrestre inteligente que possa encontrá-los, já que isso, se ocorrer, será num futuro muito distante os registros são considerados uma espécie de cápsula do tempo. (Notaram alguma semelhança com o Eva-01 lançado no espaço no final de The End of Evangelion?)

Em Eva ela aparece em Death, logo após Asuka se acomodar no salão que acontecerá o Quarteto de Cordas e segue até a cena onde Shinji pára o seu SDAT ao ver Asuka entrando no seu quarto. Toda a sequencia dessa parte do filme é em relação a Asuka.

Aqui merecemos ir um pouco mais a fundo.

Gavotte in Rondo vem do francês. Gavotte (ou Gavota em português) é uma dança popular de origem francesa dos séculos XVII e XVIII. Era muito popular na corte de Luís XV e Luís XVI, reis de França. O ritmo da gavota se baseia em um compasso a quatro tempos. A linha melódica da gavota é clara, elegante e refinada, com acompanhamento tão sutil e refinado quanto a linha melódica principal.

Rondo ou Rondeau (em alguns lugares da minha pesquisa tratam como coisas diferentes em outras iguais mas o que importa aqui sãos elementos comuns nos dois) é uma forma poético–musical que em sua estrutura  há apenas duas frases ou seções musicais: a, b.

Asuka é uma clássica Tsundere: termo japonês para uma personalidade que é inicialmente agressiva, que alterna com uma outra mais amável.

Elegante e refinada alternando entre duas personalidades… Gavotte in Rondo é a Asuka e faz todo sentido a “seção” dela em Death começar com essa música.


II. Air [Orchestral Suite No. 3 in D Major, BWV 1068]

Suite No. 3 em Ré (D) Maior consiste em cinco movimentos: Ouverture, Air (apenas cordas e continuo), gavottes I e II, bourrée e gigue. Todos os movimentos, exceto Air, são pontuados para três trombetas, tímpanos, dois oboés, cordas e continuo. Os oboés raramente tocam independentemente dos violinos neste trabalho. As trombetas e tambores são usados ​​para dar cor e ênfase. Típico das suítes de Bach, este consiste principalmente de movimentos binários (formas de duas partes) baseados em danças francesas.

Air é a segunda parte. A fonte mais antiga é um conjunto de peças parcialmente autografado por volta de 1730. Bach escreveu as primeiras partes de violino e continuo, Carl Philipp Emanuel Bach escreveu as partes de trompete, oboé e tímpanos, e o aluno de J. S. Bach, Johann Ludwig Krebs, escreveu as segundas partes de violino e viola.

Air é uma das peças mais famosas da época barroca. Aqui ela não é uma dança francesa, como são os outros movimentos. Claramente, é um termo em inglês, o termo em inglês para Ária.

Ela começa a ser tocada durante a batalha de Asuka contra os MPEvas em The End of Evangelion e se encerra após a morte de Ritsuko.

Aliás, o nome da primeira parte de The End of Evangelion (Episódio 25′) é Air/Love is destructive.

Um dos significados de Ária no dicionário é peça composta para uma voz com acompanhamento de um ou mais instrumentos ou de uma orquestra. Shinji seria a voz e os outros personagens são os demais instrumentos? É nessa primeira parte de The End of Eva que acontece todos os preparativos finais para a instrumentalidade que acontece na parte seguinte (episódio 26′).


Kanon D-dur

Cânone em Ré Maior, é um cânone do compositor alemão Johann Pachelbel, seu nome original é Cânone e Giga para 3 violinos e baixo contínuo (em alemão Kanon und Gigue für 3 Violinen mit Generalbaß) as vezes também é chamado como Cânone e Giga em ré ou Cânone de Pachelbel.

Durante sua vida, Johann Pachelbel era renomado por sua música para órgão e para instrumentos de teclado (especialmente o cravo), hoje em dia, ele também conhecido por sua música sacra e por sua música de câmara. Há poucas obras sobreviventes de sua música de câmara, apenas Musicalische Ergötzung (um conjunto de peças solo publicadas durante a vida de Pachelbel) é conhecido, exceto por algumas peças isoladas em manuscritos. O Cânone e Giga em ré maior é uma dessas peças. Uma única cópia de um manuscrito do século XIX sobreviveu e hoje se encontra em Berlim.

As circunstâncias de composição da peça são desconhecidas. Hans-Joachim Schulz, escreveu em 1985 que a peça pode ter sido composta para o casamento do irmão de Johann Sebastian Bach, Johann Christoph Bach em 23 de outubro de 1694. Johann Ambrosius Bach, Pachelbel e outros amigos e familiares compuseram e executaram música para a ocasião.  Johan Christoph Bach era o irmão mais velho de J. S. Bach e era pupilo de Pachelbel. Outro pesquisador, Charles E. Brewer investigou uma variedade de possíveis conexões entre Pachebel e a música de câmara de Heinrich Biber. Sua pesquisa indicou que o cânone pode ter sido composto como uma resposta para uma chacona que com elementos de cânone no qual Biber compôs como parte de Parte III de Harmonia artificioso-ariosa. O que indica que o cânone de Pachelbel não pode ser anterior a 1696, o ano de publicação da coleção de Biber.Outras versões dizem que a data de composição do Cânone é anterior a 1680.

Kanon D-dur é a música que Shinji, Asuka, Rei e Kaworu se preparam pra tocar ao longo de Death e que é tocada nos créditos finais.

Cada instrumento da versão para quarteto da música tem sua função na música que tem correlação ao personagem em Eva que o toca.

Shinji toca o violoncelo, ele repete as mesmas 8 notas ao longo de toda a música. Asuka é o segundo violino  é a mais variada e complexa dos quatro. Cabe a ela propor o tema (assunto) ao qual caberá a viola e o primeiro violino, cabe a ela também introduzir mudanças e alterar o ritmo. Rei não tem nenhum pedaço de solo, porque a viola é considerado um “apoio”, cuja finalidade principal é para preencher o espaço entre violoncelo e violino. Kaworu como primeiro violinista tem a função de repetir o tema proposto por Asuka duas batidas após ela que será repetida também por Rei duas batidas depois dele.

Aqui não vou me alongar muito, no post do Quarteto de Cordas existe toda a explicação sobre a música e sua relação com o personagem e a historia de Eva.


Bom é isso, espero que tenham gostado. As músicas clássicas usadas em Eva com certeza são um destaque na obra e caem como luvas, até mesmo parecendo que foram compostas pro anime.

Faltou alguma? Não deixe de colocar nos comentários.

Posts Relacionados